segunda-feira, 14 de março de 2011

Onze Homens e Um Segredo-Roubar é uma arte

Filmes de grandes roubos sempre são interessantes, os planos perfeitamente calculados e as viradas sensacionais no final sempre são emocionantes e fazem você exclamar “PUTA QUE PARIU” com gosto. O filme símbolo desse gênero é sem dúvida Onze Homens e um Segredo (mais recente), que junta um elenco carismático e de peso para contar a história do grande roubo de 3 cassinos numa única noite. Não vi o filme original com Frank Sinatra e Cia, por isso não vou saber dizer se esse é melhor que o outro, só vou dizer que esse é bom.

Daniel Ocean (George Clooney) acaba de sair da prisão e a única coisa que pensa é em voltar a ativa (será?), e para isso precisa reunir um bom grupo para aplicar o golpe do século: roubar o dinheiro de 3 cassinos de uma só vez! Aos poucos Daniel vai reencontrando velhos aliados como (Brad Pitt), (Bernie Mac) e (Don Cheadle), além de contratar novos como (Matt Damon). Cada um terá uma função essencial para adentrarem no grande cofre e sair de lá com a grana sem serem notados. Tudo seria relativamente fácil se o cassino não pertencesse ao inescrupuloso (Andy Garcia), que não só controla seus negócios com mãos de ferro, como também agora está com a ex-mulher de Ocean, Tess (Julia Roberts), o que vai pesar bastante no funcionamento desse grandioso roubo.

O que diferencia esse filme dos tantos outros do gênero são duas coisas: o elenco  perfeitamente escolhido, é legal ver todos esses grandes atores juntos interagindo na tela; e a astúcia do golpe, somos conduzidos a achar que será de tal modo, mas na hora a situação vira do avesso e dá tudo impressionantemente certo, ficamos dando risadas no final por não conseguir entender como fomos enganados, estava tudo tão claro! Embora tenhamos que engolir muitos “chutes” hollywoodianos para que aquilo tudo fosse possível no mundo real, o filme é uma ótima diversão para fechar a noite com muito estilo. As grandes doses de humor no roteiro, muitas vezes irônico e negro, deixam o filme ainda mais interessante e essencial para qualquer um que goste do gênero.

Como uma grande diversão estilosa e bem feita, Onze Homens e um Segredo é um filme memorável! O grande elenco sustenta perfeitamente bem toda a história sem ninguém ofuscar ninguém, o que o faz uma grande pérola do cinema americano e merece ser visto por todos, sem exceção! Esqueçam as penosas continuações e fiquem só com esse primeiro filme que vai explodir a sua cabeça com o brilhante plano de Dany Ocean e seus 10 parceiros de crime, além de sua linda mulher Tess, que consegue ser a mais perigosa de todos.

terça-feira, 1 de março de 2011

Oscar 2011- Que porra foi essa?!

 

Quando a lista de indicados ao Oscar desse ano saiu eu exclamei um sonoro: Caralho, esse ano vai ser épico! Além dos filmes indicados para o grande prêmio serem interessantíssimos, a categoria de melhor diretor estava super concorrida, com os nomes grandiosos de Joel e Ethan Coen, Darren Aronofsky e David Fincher! Para ser perfeito só faltava o melhor diretor do ano ter sido indicado: Christopher Nolan! Mas enfim, ignorando essa gafe fatal, eu tinha certeza que seria um Oscar muito bom, bem distribuído e eclético, garantindo minha diversão durante o mês todo atrás dos longas da lista. Pois bem, eu me enganei, e me enganei feio.

Eu tinha quase certeza que pelo barulho que Rede Social estava fazendo nos prêmios preliminares, ele que seria o grande vencedor da noite mesmo não sendo na minha opinião o melhor filme da lista. Eu estava bem com essa ideia, A Rede Social foi um filme legal de se ver e é do Fincher, um cara que mais que merece o reconhecimento da academia, então tudo para caminha va bem. Mas aí, do nada, o jogo vira. De repente começam a falar muito desse tal Discurso do Rei, que estava papando vários prêmios por aí e ganhando simpatia de muitos. Nisso, começei a ficar preocupado, mas ainda sim, nada demais. No Globo de Ouro, ele perdeu para Rede Social, o que me deixou aliviado pensando: é, esse ano é desse filme mesmo, não tem jeito. Mais uma vez, me enganei.

Mais prêmios rolaram, Discurso do Rei foi ficando cada vez mais aclamado e eu mais preocupado, mas ao mesmo tempo intrigado com a força “ do nada” do filme, cheguei a pensar:”porra, esse filme deve ser bom então, o elenco é maneiro, tenho que ver”. Mas aí adivinhem! Me enganei de novo! O filme é bom, mas realmente nada demais! É totalmente passível de prêmio, é só um filme ok, ele não merece todo esse estardalhaço, sem falar que é super quadrado, não mostrando a virtude “moderna” que a Academia quer passar (coisa que passaria muito bem se dessem o prêmio para Rede Social, ou melhor ainda, para Inception). Fiquei com raiva só em pensar que esse filme “ok” poderia passar a mão e roubar o Oscar de Rede Social, Inception, Cisne Negro e Toy Story 3! Se eu fiquei com raiva só de pensar, imaginem quando eu na grande noite ouvi da boca de Spielberg: “The King’s Speech”! Xinguei muito em plena madrugada com meus pais dormindo do lado! Quem me acompanhou no twitter viu minha reação, foi realmente um choque! E minhas reclamações não param só nessa categoria fatídica, vou postar aqui todos os ganhadores e fazer os devidos comentários:

Melhor direção de arte
- "Alice no País das Maravilhas"

Merecido, uma vez que é a única coisa que presta no filme

Melhor fotografia
- "A origem"

Vocês vão achar estranho eu estar torcendo contra, mas nessa categoria estava torcendo para Bravura Indômita, que tem uma fotografia espetacular! Mas beleza, contribuiu para que A Origem seja o grande ganhador da noite (em números) junto com o Discurso do Rei.

Melhor atriz coadjuvante:
- Melissa Leo – “O vencedor”

Melhor curta-metragem de animação
- "The lost thing", de Shaun Tan, Andrew Ruheman

Melhor longa-metragem de animação:
- "Toy story 3"

Nenhuma surpresa!

Melhor roteiro adaptado
- “A rede social”

Melhor roteiro original
- “O discurso do rei”

Pois então, que merda né! A Origem tem esse prêmio no nome praticamente! Não é possível, o academia deve ter fumado muito antes de votar! ROTEIRO ORIGINAL, me mostrem algo mais ORIGINAL que a A ORIGEM! Quero ver! E outra, até mesmo Minhas Mães e Meu Pai tinham mais direito de levar esse filme pra casa do que O Discurso do Rei!

Melhor filme de língua estrangeira
- "Em um mundo melhor" (Dinamarca)

Uma categoria bem bipolar, temos que dizer. O mês todo anunciam que Biutiful era um grande filme, que poderia até ser indicado a Melhor Filme de fato, aí chega na premiação quem leva é outro! Vai entender.

Melhor ator coadjuvante
- Christian Bale – “O vencedor”

Melhor trilha sonora original
- "A rede social" - Trent Reznor e Atticus Ross

Melhor mixagem de som
- "A origem"

\o/ Muito merecido \o/

Melhor edição de som
- "A origem"

\o/ Muito merecido \o/

Melhor maquiagem
- "O lobisomem"

Melhor figurino
- "Alice no País das Maravilhas"

Melhor documentário em curta-metragem
"Strangers no more"

Melhor curta-metragem
- "God of love"

O cara que fez esse filme é muito bizarro, pqp!

Melhor documentário (longa-metragem)
- "Trabalho interno"

Melhores efeitos visuais
- "A origem"

Mega merecido! Efeitos especiais melhores que Avatar \o/

Melhor edição
- "A rede social"

Merecido, embora 127 Horas tenha uma edição que se equipara bem.

Melhor canção original
- "We belong together", de "Toy story 3"

Melhor diretor
- Tom Hooper – “O discurso do rei”

Agora chegamos aonde eu queria. O pior erro da noite não foi na categoria de melhor filme, foi na de melhor diretor! Como a academia prestigiou aquele diretor de merda, Young Cameron (é a cara dele) quando podia entregar o prêmio para 4 dos maiores diretores da atualidade: Darren Aronofsky(Requiem para um Sonho, Pi), David Fincher (Clube da Luta, Seven, O Curioso Caso de Benjamin Button) e Joel e Ethan Coen (Onde os Fracos não tem vez)?! Eu fiquei putasso quando vi que eles perderam para esse cara! Nossa, tipo, tava na maior torcida por Aronofsky e Fincher, qualquer um que levasse eu ficaria muito feliz e aí vem esse cara, Tom Hooper, que já é odiável só por parecer com o James Cameron, levando o Oscar! Isso foi sem dúvida nenhuma, o maior desastre da noite, um verdadeiro balde de água fria, mas que parando para analisar nos mostra uma coisa boa, os grandes diretores que tanto adoramos hoje como Alfred Hitchcock, Stanley Kubrick e Quentin Tarantino nunca ganharam um Oscar, apenas indicações, invalidando quaase que totalmente a premiação xD

Melhor atriz
- Natalie Portman – “Cisne negro”

Ufa, depois de Tom Hooper levar de melhor diretor, só faltava Annete Bening levar de Atriz.

Melhor ator
- Colin Firth – “O discurso do rei”

Melhor filme
- “O discurso do rei”

Porque Kubrick, por que? (Deus do cinema, entenderam?) Olha, dos 10 indicados, qualquer um, exceto O Inverno da Alma, poderia ganhar o Oscar e me deixar feliz! E desses nove 8 restantes, 5 me deixariam em orgasmo eterno: Inception (dã), Rede Social, Cisne Negro, Toy Story 3 e Minhas Mães e Meu Pai. Mas não, quem levou o prêmio foi a porra do Discurso do Rei! Na relação que eu fiz dos filmes indicados, de ordem de superiodade, ele só é melhor que O Vencedor e O Inverno da Alma, vejam só: Inception>Cisne Negro>Toy Story 3>Rede Social>Minhas Mães e Meu Pai>127 Horas>Bravura Indômita>Discurso do Rei>O Vencedor>Inverno da Alma. Agora, vamos a explicação porque do filme levou o prêmio: A ACADEMIA ADORA ESSE TIPO DE FILME! Mais “oscariano” impossível! Sem falar que na minha ideia de teoria de conspiração, O Discurso do Rei só recebeu mais atenção ultimamente para que no Oscar (facilmente manipulado) não fique tão estranho esse filme de merda levar o troféu. Acho que a Academia não está preparada para tanta modernidade que vemos em Inception, Cisne Negro e Rede Social, e muito menos, disposta a dar o prêmio para uma animação. Mas agora, sendo otimista e adaptando o que Spielberg disse muito bem, o ganhador da noite vai para um lista de filmes que conta com Lista de Schindler, Os Infiltrados, Rocky, e Poderoso Chefão, e os nove outros filmes vão para a mesma lista de Star Wars, Taxi Driver, Apocalypse Now! E é realmente assim que funciona, esqueceremos Discurso do Rei com um tempo, mas Cisne Negro, Inception e Rede Social se manteram presentes em nossas mentes e nas listas de filmes favoritos, sem dúvida nenhuma!

Com seus acertos (na parte de atuação, não houve nenhuma injustiça) e erros, o Oscar 2011 fez polêmica e tirou o sono de muita gente que ficou indignada com Discurso do Rei levando tudo, mas enfim, ninguem disse que esse mundo é justo. Para finalizar, digo apenas o seguinte: Nolan, você é um puta gênio, mas cometeu um erro bobo de marketing, não deixou para lançar Inception no final do ano! Se ele tivesse estreiado só agora, com toda certeza, Inception teria maior presença no Oscar, levaria de melhor filme, Nolan de melhor diretor e Marion Cottilard pelo menos levaria uma indicação a melhor atriz coadjuvante! Disso, tenho certeza! Nolan, deu mole!

Ocorreu um erro neste gadget

Top 5 dos EUA

Anúncio